Dezembro 2012
Tímidos e Solitários, para quem se acha incompreendido venha ler e compartilhar suas fobias e dificuldades e aprender a aceitar seu jeito de ser.

Sobre o blog Tímidos e Solitários

Apesar do título, o blog é direcionado a todos que sofrem principalmente de timidez e solidão, introversão e algum tipo de fobia social.

Apesar de suas particularidades, nem todos passam pelas 4 situações, logo esse blog talvez não seja para você. Não somos médicos, mas é bom poder direcionar todos com essas 'dificuldades' a se aceitarem melhor e ainda conhecer pessoas parecidas. Vamos trocar experiências, dicas e muito mais.

Sobre a autora do blog Tímidos e Solitários

Depois de muitos anos me sentindo mal por ser muito tímida e introvertida, eu encontrei no livro O Poder dos Quietos a motivação que faltava para eu começar a entender a Timidez.

Percebi que eu ficava abalada e deprimida pelo julgamento de outras pessoas que ainda menos entendiam sobre as particularidades de alguém que é tímido e introvertido

Com isso eu percebi que deveria ir a fundo em minha busca de autoconhecimento e mais ainda levar o mesmo que aprendi para outras pessoas que passavam o mesmo que eu.

O Mundo Inaceitável para Tímidos

Não é fácil alcançar as pessoas que sofreram a vida toda com sua personalidade. Para o mundo somos considerados uma espécie inferior e até mesmo problemática. Somos obrigados a ouvir que estamos errados e que precisamos mudar para conseguir algo.

Assim, quando tento falar sobre o que agora eu sei para outros tímidos. Eles não entendem ou não encaram como algo positivo.

Depois de tantos anos ouvindo o inverso, agora ter uma luz para sua vida sombria é como se fosse bom demais para ser verdade.

Página Facebook e Grupo

Para atingir mais pessoas, criei a página no facebook e o grupo fechado. O funcionamento é o mesmo do que aqui no blog. Porém, possibilitando um vínculo maior para todos que passam por isso. E assim é possível uma interação e conhecer outras pessoas, deixando com que seja possível visualizar que não estamos tão sozinhos quanto imaginamos