Pela primeira vez eu pude ler algo que era muito claro em suas argumentações e ainda dava valor para o meu jeito de ser. Nunca nenhuma pessoa ou livro fez isso, e sem dúvida nenhuma era exatamente disso que eu precisava e acredito que você também.
Pela primeira vez eu pude ler algo que era muito claro em suas argumentações e ainda dava valor para o meu jeito de ser. Nunca nenhuma pessoa ou livro fez isso, e sem dúvida nenhuma era exatamente disso que eu precisava e acredito que você também.


No final de 2012 eu conheci o livro O Poder dos Quietos e ele foi um divisor de águas para mim. Fez encaixar e funcionar em minha cabeça o que antes parecia impossível. Acabo desacreditando no que eu sinto por tanta pressão externa. Eu me considero bastante forte nesse aspecto, mas até isso estava sucumbindo. O livro me ajudou demais e não considero ele auto-ajuda e sim informativo. 

Se você for ao google agora, não encontrará muitas opções de livros sobre pessoas tímidas, quietas e introvertidas. Não um livro que apoie isso. Em tudo que existimos sendo assim foram nos obrigando a mudar e a tentar encaixar-se no padrão de extroversão da sociedade e normalmente é assim que você se sente com uma vontade de deixar de assim, mudar para ser feliz ou ter o que os demais possuem. 

Sendo assim, pela primeira vez eu pude ler algo que era muito claro em suas argumentações e ainda dava valor para o meu jeito de ser. Nunca nenhuma pessoa ou livro fez isso, e sem dúvida nenhuma era exatamente disso que eu precisava e acredito que você também.

Não existia essa de mudar e se adaptar, você é assim e não há nada de errado com isso. 

Acredito que chegou a hora de eu reler e esse é realmente um livro que precisa ter sempre por perto para lembrar que não está sozinho com isso.

Sinopse: O que Albert Einstein, Barack Obama, Chopin, Steven Spielberg, J. K. Rowling e Bill Gates têm em comum? A resposta é o sucesso, e a introversão. Pelo menos um terço das pessoas que nós conhecemos são introvertidas. Eles são aqueles que preferem escutar a falar, ler a ir a festas; que inovam e criam, mas não gostam de autopromoção; que se beneficiam trabalhando por conta própria mais do que em grupo. Embora sejam rotulados de quietos, é aos introvertidos que devemos muitas das grandes contribuições à sociedade. Com argumentos cativantes, uma pesquisa extensa e cheio de inesquecíveis histórias reais, O poder dos quietos mostra como os introvertidos são subvalorizados, e como todos perdem com isso. Partindo da ascensão do ideal de extroversão no século XX, Susan Cain questiona os valores dominantes no mundo empresarial de hoje, no qual a colaboração forçada pode bloquear o caminho da inovação e no qual o potencial de liderança dos introvertidos é frequentemente negligenciado. De modo inspirador, a autora nos apresenta histórias de introvertidos de sucesso e oferece inestimáveis conselhos sobre como os tímidos podem tirar vantagem das suas características. Em O poder dos quietos, Susan Cain contempla também as crianças introvertidas em capítulo especial com dicas para pais e professores. Um livro extraordinário, que tem o poder de mudar para sempre a maneira como os introvertidos se veem e, talvez mais importante, como as outras pessoas os veem. 
Axact

Dani Fuller

Idealizadora do blog, é tímida e introvertida e em 2012 iniciou a mudança radical de mentalidade que permitiu iniciar sua própria revolução do "Ser eu Mesmo". Seu objetivo é ajudar o maior número de tímidos possíveis a também conquistarem sua independência metal e aprenderem que é possível amar seu jeito único de ser.

Qual sua opinião sobre isso?

0 comments: