AÇÕES PARA SALVAR VIDAS - SETEMBRO AMARELO

Em todo o mundo, a cada quarenta segundos, uma pessoa se mata. Isto dá, aproximadamente, menos 800 mil vidas por ano, das quais cerca de 11 mil são do Brasil, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Ministério da Saúde.

Os números são tristes e ressaltam a importância da campanha Setembro Amarelo, iniciativa global que busca preparar a população para reconhecer sinais de que uma pessoa deseja parar de viver e, assim, poder ajudá-la.

O auge da campanha acontece em 10 de setembro, quando se celebra o Dia Mundial da Prevenção ao Suicídio. Segue abaixo algumas ações que você e seus conhecidos podem realizar, antes e depois dessa data, para ajudar a evitar o pior.

AÇÕES PARA SALVAR VIDAS

PRESTE ATENÇÃO

É um mito que quem deseja se matar não fala sobre o assunto. Em geral, as pessoas começam a dar sinais de que as coisas não andam bem. Isto já é um pedido de ajuda, mesmo que informal. Fique atento a frases como “vou desaparecer” e “vou deixar vocês em paz” e atitudes como isolamento social, redação de testamentos e cartas de despedida. Sozinhas, claro, essas expressões e atitudes não significam que algo vá acontecer, mas é bom ficar atento a elas. Um bom ouvido é essencial para a etapa seguinte.

MOSTRE-SE DISPONÍVEL

Caso tenha identificado algo nessa linha, a primeira coisa a fazer é mostrar-se pronto para ajudar. Em geral, o desejo não é de morrer, mas de se livrar de algum sofrimento forte, que parece não ter fim. Por isso, chame a pessoa para conversar a sós, escute e procure entender o que passa na cabeça dela. O objetivo é deixá-la à vontade para conversar, mostrar que está prestando atenção no relato e que uma ajuda é possível. Mas não force a barra e, principalmente,..

NÃO JULGUE, MINIMIZE, NEM DÊ OPINIÕES DEFINITIVAS

 Dizer que pensamentos suicidas são “fraqueza”, “frescura” ou “tentativa de chamar a atenção” só vai piorar as coisas. Afinal, a pessoa pode se sentir ainda mais fraca e isolada. Tampouco tente dar um “sermão”, dizendo que outros têm problemas mais sérios que os relatados, que aquilo não é nada frente a outras realidades. Cada um tem suas questões, que devem ser respeitadas. O que fazer, então?

INDIQUE AJUDA


Incentive a pessoa a buscar ajuda profissional. Médicos, psicólogos e demais profissionais de saúde são qualificados a entender melhor o problema e propor soluções adequadas. Há clínicas particulares e Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) disponíveis. Ofereça companhia para uma primeira consulta, por exemplo.

Outra ideia é incentivar o colega a entrar em contato com serviços como o Centro de Valorização da Vida (CVV), que atende pelo telefone 188. Ele garante sigilo, é gratuito e funciona 24 horas, todos os dias.

DIVULGUE E FALE SOBRE O ASSUNTO


Fale sobre o assunto. O Dr. Drauzio Varella, por exemplo, gravou um vídeo resumindo o que foi escrito acima, e que pode ser exibido para seus conhecidos, seus colegas de trabalho, etc.
https://www.youtube.com/embed/g6bJgBkWB1E?wmode=opaque

O CVV também tem vídeos sobre como agir. O interessante é que eles são segmentados por grupos de interesse.

Os vídeos voltados aos jovens:
https://www.youtube.com/watch?v=sAcBx4qHnPc&list=PLumBGkXO55QYw4N4yWelABgi-saFGCTFY

Os vídeos voltados para os pais e educadores:
https://www.youtube.com/watch?v=IHAEm5yJukA&list=PLumBGkXO55QYu-BX6b7WtlaDgRbV_Wf32

Os vídeos para criar grupos de apoio
https://www.youtube.com/watch?time_continue=7&v=g6bJgBkWB1E

Outra atitude bacana é divulgar este livreto da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) sobre como identificar uma intenção de suicídio e evitar o pior e um folheto do Ministério da Saúde sobre como prevenir o suicídio.

Todo esforço pela vida vale a pena!
Todo esforço pela vida vale a pena - Ações para salvar vidas e campanha setembro amarelo
11 Coisas Que Não Fazia Por Causa da Fobia Social E Hoje Faço Normalmente

Conheci o canal da Natalia ontem e achei bem impressionante seus relatos nos vídeos. Acredito que possa ajudar muita gente tanto no entendimento do que acontece consigo mesmo e também uma luz para achar sua libertação.

Parece que virou comum confundirem timidez com fobia social ou apenas determinarem que tudo é timidez. E como eu sempre falo e repito aqui. Timidez não é doença e faz parte da pessoa. Porém, muitos podem ter predisposição ou desenvolver devido a inúmeras situações fobia social e também ansiedade.


>>COMO LIDAR COM A TIMIDEZ


É preciso muito cuidado no trato de alguém com isso. E seus vídeos também mostram que apesar de tudo, você pode ter esperança também

Acredita que cada palavra dela poderá ajudar muita gente. Assine o canal dela aqui.


Neste vídeo falo sobre 11 Coisas Que Não Fazia Por Causa da Fobia Social E Hoje Faço Normalmente após a cura da Ansiedade Social!



As pessoas percebem mais sobre os outros do que sobre elas mesmas. É por isso que certos testes psicológicos são uma ótima forma de perceber novos traços de personalidade.

Veja a imagem acima e escolha a silhueta da mulher que você considere que tenha mais sucesso na vida.

Mulher 1 – Você é uma pessoa corajosa que não tem medo de desafios. Você obtém tudo com otimismo, entusiasmo e confiança. Você trabalhou duro para ser respeitado.

Mulher 2 – O coração é mais importante que o cérebro. Você prefere ouvir seus sentimentos em vez de ouvir seu raciocínio. Você é uma pessoa que está certa com frequência. Você é muito intuitiva.

Mulher 3 – Você é racional e gosta de analisar tudo em detalhes antes de ir para a estrada. É por isso que você toma as decisões com muita dificuldade, mas elas estão quase sempre corretas.

Mulher 4 – Você trabalha duro para alcançar seus objetivos. Ninguém pode enfrentar você. Você tenta se tornar uma pessoa melhor a cada dia.
Novo Chat para conhecer pessoas tímidas e solitárias

Desde o início do projeto tímidos e solitários o que mais me deprimia era essa sensação de que nunca conheceria ninguém como eu e que me entendesse e tal.

É muito fácil acabarmos presos em nossas próprias questões e problemas. Talvez seja um isolamento dos próprios problemas e que nos torna até cegos para perceber que não é só conosco aquilo. Ou que existem maneiras de conhecer sim mais gente que possa nos aceitar como somos.

Aqui em Tímidos e Solitários desenvolvemos o Timidez.club para agregar cada vez mais pessoas tímidas e formar um grupo cada vez maior de gente que possa criar esse acolhimento que tanto precisamos. Ajudar e ser ajudados.


Regras

❌Proibido divulgação de posts e vídeos com conteúdo de afiliado e promoção de serviços/trabalho sem autorização dos ADM's. [no conteúdo e/ou na descrição do vídeo]

❌Proibido conteúdo pornográfico

❌Proibido qualquer tipo de discriminação

❌Proibido divulgação de outros grupos

❌Proibido atos racistas em geral

👍🏻 Evite brigas e discussões, faça valer o bom senso

👍🏻 Faça amizades, seja bem vindo(a) e se divirta!

Como Acessar

1) Verifique esse balão azul em forma de chat no canto da tela. Só ir nela que abre a opção de chat.
2) Clique na opção "Login with twitter" (para usar sua conta real, nome e foto) ou "Login as Anonymous".
3) Escolhendo "Anonymous", você precisa selecionar um avatar, um username e depois clique em "submit".
4) Bom chat!





Nosso projeto Tímidos e Solitários tenta atender as pessoas de várias partes da internet. Nós temos grupo whatsapp para tímidos, facebook, instagram, youtube, blog etc

O grupo possui vários objetivos, mas existiu um motivo maior que fez eu começar a criar tudo... 



Eu me sentia tímida e solitária. Parecia que só eu era assim no mundo, e ninguém me entendia, tudo dava errado na minha vida, era mais difícil, as pessoas não me entendiam, falavam que eu tinha algum problema, mandavam eu me tratar, mudar etc 

Então foi assim por toda minha vida... até 2012 quando conheci um grupo de tímidos de SP que vieram aqui no RJ fazer um encontro... e enfim eu me senti bem com outras pessoas. Não tinha aquela sensação de julgamento, conversava normal, eram pessoas com histórias parecidas, mas cada um com sua particularidade. 

Então foi caindo minha ficha que talvez o problema não estivesse comigo em primeiro lugar. E também não estava sozinha... muito mais gente passava por isso também. 

Então quis criar algo para unir essas pessoas tímidas. Onde elas pudessem ser elas mesmas, serem acolhidas, entenderem que não possuem nenhum problema. Poder conversar sem medo de julgamento pelo jeito delas, constrangimento etc. 

Comecei a promover os encontros de tímidos no RJ, fui conhecendo novas pessoas, enfim fazendo amizade verdadeira, pessoas que me aceitavam do jeito que eu era. E com tudo isso lendo e estudando sobre isso. Observando. 

E cada vez mais desenvolvendo esse autoconhecimento, aumentou autoestima, aprendi a enxergar melhor meus gostos, o que eu gostava, o que me incomodava, a falar não, a me defender.  E é isso que espero para todos.

Você pode participa do grupo de algumas formas: 




Não esqueça de seguir nossas redes sociais: