Herdamos um temperamento, uma predisposição a reagirmos ao meio de determinado jeito e esta combinação vai influenciar e determinar nossa personalidade. Este temperamento poderá ser reforçado ou abrandado na relação com os adultos que cuidam e educam a criança e pelas experiências vividas.

A timidez pode estar presente desde a infância com um comportamento de inibição social ou pode vir em outro momento da vida, como na adolescência. A forma como se desenvolverá, a partir desta predisposição inicial, dependerá muito dos recursos individuais, bem como da qualidade de suas relações.

Pode ter também, um inicio imediato após alguma situação de humilhação e exposição excessiva.

A pessoa tímida apresenta uma retração em seu comportamento, principalmente em interações sociais. Tal comportamento muitas vezes compromete a vida profissional, pessoal e afetiva, pois pela timidez a pessoa se sente limitada. Nas interações sociais experimenta um grande desconforto que é acompanhado muitas vezes de alterações fisiológicas como aumento dos batimentos cardíacos e suor excessivo.

A pessoa tímida não gostaria de se sentir assim, mas não consegue um controle mais satisfatório do seu comportamento o que a deixa frustrada fazendo com que busque a evitar situações que lhe gere mal estar.

Esta fuga ao enfrentamento de situações desencadeadoras de ansiedade pela timidez incrementa este sentimento frente a novas experiências. No entanto quando seu desempenho nas relações sociais lhe coloca em situações de constrangimento, isto também acaba reforçando a timidez.

Entre as causas da timidez está à própria insegurança e desvalia dos pais que transferem para seus filhos este sentimento desacreditando deles, assim como desacreditam de si. Pais severos interferem na autoestima da criança não favorecendo sua expansão. Outras vezes um meio agressivo faz com que a criança desenvolva um medo à reação dos outros e vá desenvolvendo a retração como uma defesa. Experiência traumática de exposição publica e humilhante pode afetar a autoconfiança gerando insegurança e timidez.

A Psicoterapia pode ser indicada, pois auxilia a pessoa tímida a entender as causas de sua timidez, aprende a conhecer melhor a si mesmo e a repensar suas respostas emocionais a diferentes situações da vida.

fonte: www.rosangelapsicologa.com
Axact

Dani Fuller

Idealizadora do blog, é tímida e introvertida e em 2012 iniciou a mudança radical de mentalidade que permitiu iniciar sua própria revolução do "Ser eu Mesmo". Seu objetivo é ajudar o maior número de tímidos possíveis a também conquistarem sua independência metal e aprenderem que é possível amar seu jeito único de ser.

Qual sua opinião sobre isso?

0 comments: