Muitos não suportam o silêncio. De alguma forma precisam preencher o espaço com a própria voz (reconhece alguém assim?), mas depois de algum tempo eles necessitam desesperadamente que a outra pessoa tenha a mesma atitude. E ai que vem uma das famosas frases “Você está tão quieta. Fale alguma coisa.”
 
A Michaela do blog Introvert Spring escreveu o post original e eu não podia deixar de compartilhar aqui. Afinal quantas vezes você já escutou a frase “Nossa você é tão quieto!”? Não sei você, mas isso me deixa muito irritada. Pois fato é que ouvir isso virou mais comum do que acho realmente necessário.

E acredito que eu não esteja sozinha. A própria autora do post comenta que é uma das coisas que mais a irrita como introvertida. E apesar de sabermos que ser quieto não é algo ruim, quando apontam isso (e da maneira que sempre fazem) é como se estivessem julgando nosso comportamento. Ou como eu me sinto, parece que ofendi a pessoa de alguma forma e deveria me desculpar ou seria justificar o meu estado de ser quieta. Por que precisa ser assim?
O tipo de pessoa que aponta isso fica evidentemente desconfortável perante alguém quieto. Muitos não suportam o silêncio. De alguma forma precisam preencher o espaço com a própria voz (reconhece alguém assim?), mas depois de algum tempo eles necessitam desesperadamente que a outra pessoa tenha a mesma atitude. E ai que vem uma das famosas frases “Você está tão quieta. Fale alguma coisa.”

Minha reação hoje em dia é tão automática para isso e sempre tenho um retorno ainda pior da outra pessoa. Não consigo mais segurar. Se eu estiver de muito bom humor eu vou apenas fazer um olhar para a pessoa e dá um sorrisinho, mas se eu estiver em um dia inspirado eu acredito que acabe dando algum tipo de fora. Não é o melhor comportamento, confesso, mas dizer isso para alguém introvertido é tão óbvio e inconveniente. Sei que nem todos possuem a sensibilidade de reconhecer a personalidade de outra pessoa, porém quando repetem a atitude, vou encarar como um abuso em mim.

O verdadeiro motivo em sermos quietos

“As pessoas lhe inspiram ou lhe sufocam - escolha com sabedoria” – Hans F Hansen

De acordo com a autora de The Real Reason Why Introverts Are So Quiet e sinceramente para mim também, sempre dá aquela vontade de contar o verdadeiro motivo de estarmos tão quietos naquele momento em particular. Na maioria das vezes a razão são as próprias pessoas que nos enchem o saco com essas perguntas a causa de ficarmos mudos.

Se analisar bem, o tipo de pessoa que sente necessidade em ficar apontando para você seu jeito de ser, são as mesmas pessoas que raramente ouvem ou perguntam algo profundo. E ainda costumam falar muito e alto, com energia ilimitada, atropelando assuntos ou os repetindo e quase sempre sobre elas mesmas. Nenhum introvertido vai ficar disputando atenção em conversa. Se a pessoa não aparenta interesse em ouvir, principalmente quando você consegue algum tipo de interação com ela, dificilmente tentará novamente. E igualmente a Michaela, eu fico ainda mais na minha depois disso e deixo a pessoa continuar conversando sozinha sem interrompê-la mais. 

Deu para perceber que é muito comum os introvertidos passarem por isso e precisamos lembrar que não estamos sozinhos em sermos quietos. As pessoas precisam respeitar o espaço de cada uma. 

E no seu caso, qual é a sua reação?
Axact

Dani Fuller

Idealizadora do blog, é tímida e introvertida e em 2012 iniciou a mudança radical de mentalidade que permitiu iniciar sua própria revolução do "Ser eu Mesmo". Seu objetivo é ajudar o maior número de tímidos possíveis a também conquistarem sua independência metal e aprenderem que é possível amar seu jeito único de ser.

Qual sua opinião sobre isso?

0 comments: